A pele é um órgão de vital importância para a vida, mas muitas vezes não damos a atenção necessária. É essencial para a nossa sobrevivência porque actua como uma barreira que nos protege contra agentes do meio ambiente, como as bactérias e os vírus. Também é responsável pela regulamentação térmica do nosso corpo, como o tacto, a dor, o frio, o calor, a pressão, entre outros. Outra função da Pele é eliminar todas as substâncias tóxicas que são expelidas do nosso organismo.

A nossa pele é composta por três camadas. A mais superficial de todas é chamada de Epiderme. Ela é responsável pela protecção contra agressões exteriores, também impermeabiliza a pele, mantendo a água na superfície da pele, dando-lhe elasticidade, suavidade ao toque. De modo a manter a pele hidratada é necessário beber no mínimo dois litros de água. A quantidade pode variar de indivíduo para indivíduo. Renova constantemente a pele, eliminando de forma imperceptível a pele mais “velha”.

A epiderme é responsável pela pigmentação da pele e é nela que têm origem anexos cutâneos como as unhas, pêlos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas. Estas glândulas têm a função de regular a temperatura do corpo, através de substâncias que dão origem ao suor, produzem e excretam a oleosidade, também conhecida como sebo na pele. 

A derme é conhecida por dar resistência e elasticidade à pele. É constituída por um tecido conjuntivo rico em fibras de colagéneo, fibras elásticas, para além de contar com diferentes células que têm a função de colaborar na defesa de microrganismos. A derme também é semelhante à Epiderme quanto às glândulas sudoríparas e sebáceas, pêlos. São os vasos sanguíneos e linfáticos, os nervos e terminações nervosas que estabelecem a comunicação da pele com o restante organismo. 

“Já a Hipoderme é considerada a camada mais profunda da pele. Sendo composta por células de gordura para protecção contra traumas físicos, além de actuar como um depósito de calorias.” – Citação da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV) https://www.spdv.pt/_a_pele 

Uma pele saudável previne a queda de cabelo, o envelhecimento precoce, acne, celulite. O que somado a um coração alegre irá contribuir ainda mais com a beleza do rosto de um cristão, como o texto descrito em Provérbios 15:13.

 

O que se aconselha?

Usar alho e cebola para temperar. São ricos em substâncias antioxidantes, em especial alicina e quercetina, que ajudam a bloquear as inflamações no organismo.

Consumir mais tomate. É rico em licopeno (substância responsável pela sua cor) e betacaroteno (antioxidante). Quanto mais maduro e concentrado, maior a quantidade de licopeno. Pela actividade do licopeno e do betacaroteno, ele confere uma ação anti envelhecimento, o que diminui a acção dos radicais livres. 

Consumir mais soja. Encontramos proteínas de alto valor biológico e arginina (aminoácido), cuja acção é imune estimulante, ativando o colagénio.

Ingerir mais vegetais de cor verde, pela sua alta concentração de vitaminas antioxidantes, em particular betacaroteno, ácido fólico e magnésio, que combatem o envelhecimento cutâneo. Procurar usar os mais verde-escuros possíveis (cor mais intensa), e quanto mais crus melhor, para evitar a destruição da vitamina C pelo calor. 

Comer três porções de frutas e verduras, de diferentes espécies e cores, todos os dias. Que são ricas em substâncias antioxidantes, fibras solúveis e insolúveis que aceleram o trânsito intestinal, contribuindo para a eliminação de toxinas.

Consumir mais frutas cítricas. Que são ricas em substâncias antioxidantes, como betacaroteno e vitamina C que agem como estimulante do colagénio.

Ingerir mais alimentos crucíferos, como repolho, couve, couve-flor, nabo e brócolos que contêm substâncias que actuam no crescimento e no fortalecimento do cabelo e unhas. 

Usar gengibre. É anti-inflamatório, antifúngico e antioxidante, além de estimular a circulação. 

Usar azeite extra virgem para temperar a salada, é rico em ômega-9 e vitamina E, que auxilia na protecção aos danos causados pelos radicais livres com relação ao envelhecimento da pele.

Polvilhar a comida com linhaça em pó. Consumir estabilizada (micronizada) ou polvilhar a linhaça na integra na fruta ou iogurte natural.  Ela tem acção anti-inflamatória e laxante.

Diminuir o sal na preparação dos alimentos, substituindo-o por ervas (orégão, salsa, alecrim, manjericão, açafrão, etc.) ou limão. O sal em excesso contribui para a retenção de líquidos e, em consequência, para o aumento da celulite. 

Não consumir alimentos ricos em açúcares e hidratos de carbono refinados, como pão branco, arroz polido, biscoitos e massas com farinha branca.

Na preparação dos pratos, usar em primeiro lugar os alimentos frescos, pois contêm mais nutrientes. Em segundo lugar vêm os congelados (quando bem congelados), seguido dos secos. Os enlatados perdem 50% dos antioxidantes no processo de industrialização. 

Substituir as bebidas gaseificadas, por refrescos naturais, água e chás.

ANA PAULA VITORIO

Ana Paula Loyola Justino Vitorio, 23 anos, nascida na cidade de Vila Velha no Brasil, casada, graduada em Nutrição, cresceu no meio reformista, almeja sempre melhorar a qualidade de vida das pessoas por meio do ensino de práticas alimentares mais saudáveis.